Archive for maio \16\UTC 2007

Celestial – Dream on

maio 16, 2007

Fico tão feliz e surpreso quando aparecem bandas que são influenciadas por algumas de minhas bandas favoritas, mas não soam iguais a elas. Raramente surge alguma banda que inova dentro de algum determinado estilo.

Na primeira vez que ouvi esse LP de estréia do Celestial, já deu para notar que eles beberam muito da fonte do indie-pop dos anos 80. Nomes como Jesus and Mary Chain, The Loft, Secret Shine e de algumas bandas shoegazers apareceram na minha cabeça, mas eles não soam como uma cópia barata dessas bandas. Essa banda sueca de um homem só (Andreas Hagman) já havia gravado alguns eps caseiros e lançado pela Music Is My Girlfriend, mas a qualidade das gravações não conseguiu alcançar o propósito musical de Andreas. Algum tempo depois, Andreas chamou alguns amigos para re-gravar essas músicas e compor outras em um estúdio profissional. Assim foi concebido o debut Dream On, disco recheado de guitarras estridentes e melodias fofas (uma grande parte disso graças à voz de Malin Dahlberg), lançado pela Skipping Stones. Um dos discos realmente bons lançados nesse ano.

***

Eu sou apaixonado por bolachinhas de sete polegadas, acho um formato muito prático e com um charme próprio. Então a partir de hoje, vou postar alguns de meus 7″ favoritos em cada post. Coisas novas, velhas e raras aparecerão por aqui.

Já que foi confirmada a vinda do Jose Gonzales ao Brasil em mais uma Invasão Sueca, promovida pelo pessoal do Coquetel Molotov, o 7″ de hoje é um split dele com o Jens Lekman. Foram lançadas, em 2004, apenas 300 cópias desse disco que contém duas lindas músicas: a maravilhosa “If You Ever Need A Stranger” de Jens e uma cover da Kylie Minogue, “Hand On Your Heart” pelo Jose.
Anúncios

Annemarie – Abc On Tv

maio 15, 2007

Uma das melhores coisas da internet é a possibilidade de conhecer música (boa) feita em diversos lugares do mundo. É tão bom quando bandas começam a surgir de países remotos, sem qualquer histórico de bandas reconhecidas. É o caso da Annemarie, banda formada em 2004 na Indonésia. Fazia muito tempo que eu não ouvia um debut tão perfeito. Pegue tudo que há de melhor de indiepop sueco (The Charade, Acid House Kings…) e coloque algumas guitarras a la Johnny Marr, assim talvez dê para chegar perto do som da Annemarie. São 10 gemas p!o!p cantadas em dueto homem/mulher cheio de sotaque, sendo impossível de escolher algum destaque no disco. O LP foi lançado na Suécia pela Music Is My Girlfriend, e no Peru pela Plastilina Records. Se você estava procurando alguma nova banda para se apaixonar, aqui está.

Taxi Taxi! – Taxi Taxi! EP

maio 14, 2007

Falar que a Suécia é um dos maiores berços da música de boa qualidade dos últimos tempos já é clichê, mas aí você se depara com a dupla desse post e não há como fugir desse estigma. Taxi Taxi! são duas gêmeas idênticas de Estocolmo. As músicas são de uma beleza absurda, guiadas somente com piano, violão e as lindas vozes das duas garotas. Fica até difícil de acreditar que elas são apenas duas adolescentes. O EP saiu na semana passada pelo selo dinamarquês Rumraket e segundo o release oficial: “O EP apresenta músicas compostas durante o ano de 2006. Histórias sobre o amor e a vida pelos olhos de duas garotas.” Um daqueles disquinhos maravilhosos que sempre passam desapercebidos.

California Snow Story – Close to the Ocean

maio 11, 2007

Inicialmente, a proposta desse blog era a de só postar discos de indie-pop, anorak, twee, etc., mas eu sempre acabo subindo algo relacionado com folf ou guitar rock. Esse disco do California Snow Story é voltado para os amantes do twee com duetos de vocal masculino/feminino. O California Snow Story é uma banda escocesa criada em 2002 por David Skirving. David foi um dos membros fundadores do Camera Obscura, ele chegou a compor e tocar guitarra nos primeiros três discos. Com o California Snow Story, ele lançou alguns singles pelo amado selo Shelflife em 2002, com membros de banda provisórios. Depois de um tempo parado, em 2005 David começou a gravar novamente com uma formação fixa que conta com a vocalista Sandra Belda Martínez (ex-Superété) e um tecladista e baterista. O primeiro disco saiu esse ano pela Letterbox Records. São 10 músicas com um pé no lo-fi e outro no indie-pop. Disco calminho para uma sexta-feira fria.

The Ladybug Transistor – Can’t Wait Another Day

maio 10, 2007


Ouvir esse novo disco do The Ladybug Transistor é sentir-se no meio dos anos 60. Eu já estava feliz com o EP “Here Comes the Rain”, que saiu no ano passado, mas esse LP só confirmou o que eu já imaginava: a banda, que iniciou a carreira em 1996, continua fazendo maravilhosamente bem um “folk campestre” genial. Uma das características principais da banda, que é o instrumental muito bem construído, se sobrepõe nesse disco. As músicas estão cheias de ricos detalhes de cordas, sopros e vocais, isso tudo somado à linda voz de Gary Olson. Destaque para “Here Comes the Rain” (com a participação de Jens Lekman), “I’m Not Mad Enough” e “Three Days From Now”. A banda, que agora conta com a participação de dois membros da também ótima banda Great Lakes, lança o sexto disco da carreira pela Merge Records. Indispensável!

Peter and the Wolf – Fireflies

maio 7, 2007


Um disquinho calmo para começar a semana. Fireflies é o quarto disco do compositor folk Red Hunter, que está por trás do Peter and the Wolf.
O disco é bem curto: 25 minutos de folk lo-fi. Todas as músicas são basicamente violão e voz, algumas têm instrumentos a mais, mas nada que saia da proposta bucólica do disco. Bom para ouvir nos momentos mais tediosos do dia.