Posts Tagged ‘indie pop’

Ópera pop

agosto 15, 2008

Eu nunca tinha entendido muito bem o Parenthetical Girls. Lembro que ouvi o “Safe as Houses” em 2006 e tentei digerir a mistura de sons da banda, que flertava com o indie-pop e com elementos cabeçudos. Tentei mas não consegui e os deixei de lado. Ai na semana passada eu recebo uma mensagem do pessoal do Indietorrents me indicando “one of the best albums ive heard in years, honestly”. Era o segundo e novo disco da banda, o “Entanglements”.
“Ambicioso…”, pensei quando as primeiras cordas de “Four Words” começaram. Foram contratados 25 músicos clássicos para as gravações do disco, que ocorreram durante dois meses ente Seatle e Oregon (moradia da banda). Esses músicos conduziram as idéias grandiosas que preenchem esse disco, criando uma ópera pop de 32 minutos que envolve temas como sexualidade adolescente e mecânica quântica(!). Imagine Scott Walker, Burt Bacharach e Philip Glass orquestrando esse disco. É um misto de tristeza e beleza impressionante que permeia por todo o disco, seja nos momentos mais animados ou nos interlúdios mínimos. “Entanglements” é sim um dos discos mais bonitos dos últimos anos.
Quando a audição acabou, pensei “hum, então era aqui que eles queriam chegar…”, e coloquei para tocar de novo.

Parenthetical Girls – Entanglements (2008) [Tomlab]

Anúncios

I pop! You pop! WeePOP!!

agosto 14, 2008

A WeePOP! me conquistou pela simplicidade dos lançamentos limitados e da arte dos CDs e compactos, que é feita manualmente. O selo foi criado ano passado em Londres e se dedica a lançar indie-pop de primeira qualidade, de todos os cantos do mundo.

O Mexican Kids at Home são quatro garotos e uma garota de Derbyshire, que se conheceram em uma pista de skate. Todos na faixa dos 17, 18 anos, dai vem o frescor e energia presente nas quatro canções desse segundo EP. Escaletas, teclados, violões, banjos e ukeleles se misturam com a voz suave da vocalista, criando canções viciantes. É lo-fi, é folk, é indie-pop, é bom, muito bom!


Mexican Kids at Home – When We All Live in Igloos (2008) [WeePOP!]

Quando ouvi o Summer Cats pela primeira vez no ano passado (um single lançado pela querida Cloudberry), de cara pensei em Cub e Go-Betweens. Esse quinteto de Melbourne renova o jangle-pop criado pelos seus ídolos e constroem ensolaradas melodias. “Passion Pop” já é uma das musicas mais grudentas que ouvi esse ano, de fazer air-guitar e tudo mais.


Summer Cats – Passion Pop (2008) [WeePOP!]