Posts Tagged ‘pop’

calmaria

agosto 19, 2008


O Sea and Cake é uma banda tediosa, mas no bom sentido (se é que existe um). Eles nunca fizeram tanto sucesso quanto algumas outras bandas que surgiram na mesma época, no boom do indie 90. Talvez pelo fato das musicas soarem como brisas, passando assim quase desapercebidas. Os discos são recheados de canções leves e sutis, apesar de quase nunca usarem recursos acústicos ou criarem músicas para golfinhos.
Car Alarm é o oitavo disco da banda, quase que um resumo dos 15 anos de carreira. Flertando com a bossa e com o jazz não improvisado, ouvir esse disco é como ter aquela sensação dormente antes de cair totalmente no sono. Aqui eles soam mais confortáveis do que nunca, fazendo um disco delicioso de se ouvir nos momentos mais tranqüilos do seu dia.

The Sea and Cake – Car Alarm (2008) [Thrill Jockey]

Anúncios

Ópera pop

agosto 15, 2008

Eu nunca tinha entendido muito bem o Parenthetical Girls. Lembro que ouvi o “Safe as Houses” em 2006 e tentei digerir a mistura de sons da banda, que flertava com o indie-pop e com elementos cabeçudos. Tentei mas não consegui e os deixei de lado. Ai na semana passada eu recebo uma mensagem do pessoal do Indietorrents me indicando “one of the best albums ive heard in years, honestly”. Era o segundo e novo disco da banda, o “Entanglements”.
“Ambicioso…”, pensei quando as primeiras cordas de “Four Words” começaram. Foram contratados 25 músicos clássicos para as gravações do disco, que ocorreram durante dois meses ente Seatle e Oregon (moradia da banda). Esses músicos conduziram as idéias grandiosas que preenchem esse disco, criando uma ópera pop de 32 minutos que envolve temas como sexualidade adolescente e mecânica quântica(!). Imagine Scott Walker, Burt Bacharach e Philip Glass orquestrando esse disco. É um misto de tristeza e beleza impressionante que permeia por todo o disco, seja nos momentos mais animados ou nos interlúdios mínimos. “Entanglements” é sim um dos discos mais bonitos dos últimos anos.
Quando a audição acabou, pensei “hum, então era aqui que eles queriam chegar…”, e coloquei para tocar de novo.

Parenthetical Girls – Entanglements (2008) [Tomlab]